Economia

Petrobras anuncia novas medidas para garantir abastecimento de energia no RS


Presidente da empresa anunciou que está em fase final de negociação com um fornecedor nacional para a fabricação de um novo motor para a termelétrica UTE Canoas

ALEXANDRE BRUM/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDOO presidente da Petrobras, Jean Paul Prates
Jean Paul Prates é o presidente da Petrobras

A Petrobras está tomando medidas para garantir o abastecimento de energia elétrica no Rio Grande do Sul. O presidente da empresa, Jean Paul Prates, anunciou que está em fase final de negociação com um fornecedor nacional para a fabricação de um novo motor para a termelétrica UTE Canoas, localizada no Estado. Trata-se de uma unidade bicombustível, que opera com gás e diesel, e possui uma capacidade instalada de 249 megawatts. Com a queda de linhas de transmissão devido às enchentes, a termelétrica se tornou essencial para garantir o abastecimento de energia elétrica na região. De acordo com Prates, o Gasbol, gasoduto que abastece a região Sul, não tem capacidade suficiente para atender simultaneamente a UTE Canoas, a Refinaria Alberto Pasqualini (Refap) e as distribuidoras de energia. Por isso, a Petrobras tem trabalhado em conjunto com órgãos reguladores para garantir o suprimento de energia de forma contínua.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

O novo motor a diesel, que está previsto para ser entregue na segunda metade de junho, será fundamental para manter a operação da UTE Canoas e garantir a segurança no abastecimento de energia elétrica no Rio Grande do Sul. A Petrobras tem se dedicado a otimizar a capacidade de entrega de energia, em colaboração com o Operador Nacional do Sistema (ONS) e a Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG). Todas as ações da estatal para garantir o abastecimento de energia elétrica no Estado estão sendo monitoradas de perto pelo Ministério de Minas e Energia (MME), pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A empresa tem se esforçado para manter o fornecimento de energia sem falhas, mesmo diante dos desafios causados pelas enchentes e pela capacidade limitada do gasoduto.

Publicada por Felipe Cerqueira

*Reportagem produzida com auxílio de IA





Fonte: Jovem Pan

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *