Política

Em evento em Alagoas, Lula elogia Lira e diz que o presidente da Câmara o ajudou muito


“Eu tive o Renan como presidente do Senado por dois mandatos no primeiro governo petista… E agora, quis Deus que eu tivesse um outro alagoano na presidência da Câmara, que me ajudou muito”, afirmou o presidente

Ricardo Stuckert/PRLula, Lira e políticos em Alagoas
Lula e Lira participaram da assinatura da ordem de serviço das obras do trecho V do Canal do Sertão Alagoano, em São José da Tapera (AL)

Depois de um período de tensão com o Congresso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) nesta quinta-feira (9) em Alagoas, e disse que ele o ajuda muito no governo. “Quando eu ganhei as eleições diziam para mim que eu ia ter dificuldade de governar porque o Arthur Lira tinha sido eleito presidente da Câmara”, declarou o petista. “Eu tive o Renan como presidente do Senado por dois mandatos no primeiro governo petista, alagoano, que me ajudou muito a governar. E agora, quis Deus que eu tivesse um outro alagoano na presidência da Câmara, que me ajudou muito”, completou o presidente.

Lula participou da assinatura da ordem de serviço das obras do trecho V do Canal do Sertão Alagoano, em São José da Tapera (AL). Arthur Lira e Renan Calheiros também foram à cerimônia. “Eu agradeço ao Lira, ao Pacheco, aos deputados. Até àqueles contrários eu agradeço. Porque até hoje nós não tivemos um projeto de interesse do governo que fosse derrotado na Câmara”, disse o presidente da República.

cta_logo_jp

Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Segundo o presidente, as diferenças ideológicas não são levadas em contas quando o que está em jogo é mais importante. “De vez em quando ouço dizer que o Lira está nervoso. Aí eu mando o Rui Costa conversar com ele. Dois nervosos se entendem. Quando tem algum problema no Senado eu falo com os senadores, falo com o Pacheco, e não tem problema. É assim que a gente governa o país”, afirmou o presidente da República.

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, é o principal interlocutor do Planalto junto a Arthur Lira porque o presidente da Câmara está rompido com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

Lula também mencionou as enchentes no Rio Grande do Sul e elogiou as pessoas que estão se voluntariando para atender as vítimas dos alagamentos. “É esse país fraterno, solidário, sem ódio, sem mentira que nós vamos construir até o final do meu mandato, em 2026”, declarou.

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *